Copyright © 2018,  Fabi Cainé. Todos os direitos reservados. Design Givagoes.

Buscar
  • Fabiana Cainé Alves da Graça

Candidíase mamária

Pensa num negócio chato.

Candidíase. Sim, a candidíase é uma infecção oportunista que pode acometer diversas partes do nosso corpo, inclusive a mama. Saiba mais.



O que é a candidíase?

A candida (Candida sp.) é um fungo que vive em equilíbrio em nosso corpo. Quando encontra oportunidade para crescer em demasia, multiplica-se e causa uma infecção.


O que causa a candidíase?

A causa da candidíase é multifatorial, mas no pós parto imediato, os fatores principais que colaboram para o crescimento fúngico são:


  • Variação hormonal

  • Uso de antibióticos

  • Uso de acessórios que impeçam o arejamento do mamilo (concha/absorvente/soutien de bojo)

  • Umidade provocada pelo vazamento de leite

  • Má pega (causa esfolamento e predispõe à infecções oportunistas como a candidíase)

  • Questões imunológicas/alimentares

Mulheres com histórico de candidíase vaginal (inclusive durante a gravidez) devem ter cuidados redobrados para evitar a infecção.


Quais os sintomas?

Os sintomas mais comuns são:

  • Ardência durante e depois da mamada

  • Sensibilidade ao encostar a roupa/soutien/água do chuveiro

  • Dor em Fisgada nas mamas e/ou desde as costas

  • Coceira (menos frequente)

  • Sensação de assadura nos mamilos

Posso continuar amamentando com candidíase? Há risco para o bebê?

A candidíase não impede a amamentação mas deve ser tratada o quanto antes. É menos frequente o aparecimento da candidíase nos bebês (o chamado "sapinho"). No enanto, o protocolo do Ministério da Saúde prevê o tratamento de mãe e bebê concomitantemente.


E o tratamento?

O tratamento é medicamentoso, através de gel/cremes de uso tópico e cápsulas via oral ara a mãe. Para o bebê, é via oral. Geralmente o tratamento leva de de 2 a 3 semanas e a melhora é gradual.

Algumas medidas devem ser tomadas para a melhora mais rápida:

  • Arejar as mamas ao longo do dia (uso de rosquinhas ou ficar sem roupa)

  • Evitar umidade (pomadas de lanolina, conchas)

  • Se precisar dos absorventes, trocá-los sempre que úmidos ou a cada 3/4 horas

  • Evitar soutiens de bojo

  • Trocar o soutien diariamente ou sempre que úmido, lavar e passar à ferro

  • Usar uma toalha específica para as mamas (não usar a toalha do corpo)

  • Evitar farinha branca, açúcar refinado e leite de vaca e derivados

  • Não use sabonetes antibacterianos

  • Consulte seu médico ou nutricionista sobre o uso de probíoticos

  • Mantenha uma alimentação com alimentos pouco processados e/ou in natura, variando bem os alimentos

  • Chupetas podem ser fontes de infecção, evite

  • Bombas tira leite, conchas, bicos de silicone podem proporcionar o aparecimento da candidíase, procure atendimento especializado em amamentação pra dúvidas

  • A laserterapia pode ajudar com os sintomas, assim como acupuntura


A candidíase pode voltar?

Sim. Por isso que alguns cuidados devem ser mantidos e ao sinal de aparecimento dos sintomas, seja nas mamas ou na vagina (ardência, coceira, corrimento branco), procure seu médico.


#amamentação #leitematerno #consultoriaemamamentação #fabicaine #amamentartudodebom #candidiase #sapinho #probioticos #comidadeverdade #saudeintestinal



74 visualizações