Copyright © 2018,  Fabi Cainé. Todos os direitos reservados. Design Givagoes.

Buscar
  • Fabiana Cainé Alves da Graça

Alergia à proteína do leite de vaca e amamentação

Atualizado: 12 de Abr de 2019



A APLV (alergia à proteína do leite de vaca) tem aparecido cada vez mais na mídia e nas dúvidas dos pais.


Eu tenho uma experiência pessoal importante, minha filha, Marina foi diagnosticada com APLV com 40 dias de vida e estamos aí na restrição alimentar até hoje.


Mas o que é a APLV?

A APLV é o tipo de alergia alimentar mais comum nas crianças de até dois anos, de acordo com o Ministério da Saúde. A alergia é caracterizada pela reação do sistema imunológico às proteínas do leite, principalmente à caseína e as proteínas do soro.


Quais as causas?

As possíveis causas da APLV são:

- Fatores genéticos: o histórico familiar conta na hipótese diagnóstica. Filhos de pais alérgicos possuem 75% de chances de desenvolvê-la. Mas crianças sem história familiar de alergia também podem apresentar APLV.


- Hipótese da higiene: essa hipótese tem sido considerada uma das possíveis causas do aumento das alergias alimentares, pois os hábitos de limpeza, as vacinas e os antibióticos tornam as pessoas menos expostas a infecções, acarretando alterações no sistema de defesa e aumentando as chances de desenvolver alergias.


- Exposição precoce ao leite de vaca: os complementos oferecidos na maternidade e nas primeiras semanas de vida podem sensibilizar o intestino de bebês e favorecer o desenvolvimento da APLV.


Posso continuar amamentando?

Pode. A dieta materna com a exclusão de leite de vaca e seus derivados permite a amamentação. Não há motivos para o desmame. A recomendação de alimentação para crianças pequenas segundo a OMS é a do aleitamento materno exclusivo até o sexto mês e mantido com a introdução de alimentos saudáveis de forma gradual e oportuna até os dois anos de idade ou mais.


Quais os sintomas da APLV?

Os sintomas são variados e a gravidade deles dependerá de cada organismo. Procure um médico caso perceba os sintomas abaixo:


Sintomas digestivos:

Regurgitação (golfos) frequentes, vômitos, cólicas intensas, diarreia com ou sem perda de proteínas, sangue ou muco**, Intestino preso, sangue nas fezes, assadura na região anal


Sintomas respiratórios:

Coriza, obstrução nasal, chiado, respiração difícil e tosse (todos não associados a infecções)


Sintomas dermatológicos:

"Brotoejas", Urticária (placas vermelhas na pele), sem relato de infecção, ingestão de medicamentos, ou outras causas. Eczema atópico ou dermatite atópica (ressecamento e descamação da pele, com ou sem a presença de feridas ou secreção), crosta láctea, coceira na pele, angioedema, inchaço de lábios e/ou pálpebras.


Gerais:

Baixo ganho de peso, crescimento e desenvolvimento, anafilaxia, síndrome da enterocolite causada por proteína alimentar (choque com acidose metabólica grave, vômitos, diarreia).


Existem exames para diagnosticar?

O rast (exame de sangue para pesquisa de anticorpos específicos contra o leite de vaca) não costuma ser preciso em crianças pequenas e, muitas vezes, a alergia não é específica, mas sim, mediada por um conjunto de células inespecíficas (o sistema complemento) , ou seja, um exame negativo de rast pode não precisar o diagnóstico. A exclusão de leite e derivados da dieta materna e do bebê com desaparecimento dos sintomas é a melhor forma de diagnóstico.


Leite sem lactose diminui os sintomas?

Nos casos de APLV não. A lactose é o açúcar do leite. Nada têm a ver coma proteína do leite de vaca (caseína e alfa-lactoalbumina e beta-lactoglobulina ).



Lembrando que o consumo de industrializados aumenta o risco de exposição ao leite de vaca, não só por que muitos destes produtos contém proteínas do leite, mas também porque a há contaminação cruzada de produtos que contém leite nos equipamentos (a mesma máquina pode produzir produtos com ou sem leite). Leia o rótulo e prefira alimentos in natura ou preparados em casa, com alimentos minimamente processados.


Olhe também os rótulos de cosméticos, sabonetes, xampus, pomadas infantis, lenços umedecidos. Muitos deles contém leite em sua composição.


#aplv #amamentandocomaplv



Referências

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/53553-o-que-e-a-aplv-alergia-a-proteina-do-leite-de-vaca

http://www.alergiaaoleitedevaca.com.br


10 visualizações