A amamentação e os olhos de ver

“Com frequência tenho ouvido pessoas inseguras com a amamentação por não conseguirem ver com os olhos o leite saindo do seio para a boca do bebê. Sim: Digo “ver com os olhos” por que existem outras formas de enxergar. E desde que comecei a amamentar meu filho, ainda na sala de parto percebi algo de extrema importância.

A amamentação precisa ser sentida, com os vários sentidos que o corpo humano possui.

Você não pode ver o leite saindo pelos ductos dos seus seios, mas pode senti-lo enquanto usa seus olhos para mergulhar no contentamento no olhar do seu bebê. Você pode verificar a pega correta com os ouvidos, enquanto fecha os olhos para relaxar por alguns segundos no ritmo da respiração deste ser pequenino e indefeso entregue em seus braços.

Dê oportunidade aos diversos sentidos do seu corpo, deixe o instinto materno lhe guiar em sincronia com seu tato, olfato, audição. Escrevo isso com toda segurança existente.

Por que como deficiente visual, cega de ambos os olhos compreendo que a maternidade é conduzida no toque. No toque das mãos, no toque da boca, no toque dos vários vínculos formados no contato pele-a-pele.”

 

 

Camila e Enzo

Camila e Enzo aos 6 meses de vida!

Depoimento dado por Camila Marinho, mãe do Enzo, aos 25 anos, em maio de 2016, no grupo de mães Matrice (Facebook). Até o momento (11/05/2016), a dupla completou 6 meses de aleitamento exclusivo e continuando…

Autorizado por ela para divulgação com a finalidade de incentivo e apoio ao aleitamento materno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *