Leite materno é #comidadeverdade. Mas amamentar não é fácil. Vamos apoiar, incentivar e proteger o aleitamento materno?

Embora o mundo muitas vezes possa se esquecer disso, estamos aqui neste planeta até hoje, entre muitos outros fatores, graças ao leite materno.

O leite materno está pronto, não requer utensílios para seu preparo. O leite materno se transforma conforme a necessidade da criança, promovendo o crescimento e o desenvolvimento cognitivo. Fortalece o vínculo entre mãe e filho, protege contra doenças, garantindo o padrão ouro de alimentação quando oferecido exclusivamente à criança até os seis meses de idade e complementado com comida de verdade até os dois anos de idade ou mais.

Quando o bebê não é alimentado com o leite da sua mãe, ele passa a ficar exposto a riscos, pois o preparo de uma fórmula infantil requer água de fonte segura (mesmo sendo “segura” ela pode, um dia, ser contaminada pelas mais diferentes razões), requer que a fórmula seja produzida sem contaminações (todo processo industrial é passível de erros e contaminações), que o utensílio utilizado para veicular este alimento seja adequado e limpo (lembrando que mesmo as mamadeiras conferem riscos à saúde e microorganismos são invisíveis à olho nu), que seja preparado de forma adequada e na proporção certa (nem sempre podemos garantir isso, pois o custo de uma fórmula é muito alto e muitas pessoas não conseguem manter essa demanda financeiramente). Além disso, nenhum outro alimento no mundo confere proteção imunológica ativa como o leite materno.

No entanto, amamentar não é fácil, requer apoio, requer que a sociedade incentive e proteja essa prática. Apoiar, incentivar e proteger o aleitamento materno é garantir a segurança alimentar! O poder de alimentar seu próprio filho é uma questão de soberania!

Amamentar é econômico. Leite materno é tudo de bom. Leite materno é #comidadeverdade e as crianças brasileiras devem ter o direito ao aleitamento materno, e as suas mães à espaços públicos que contemplem essa necessidade, tendo a tranquilidade nesse ato tão importante.

A 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, cujo lema é “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar” contará com cerca de 2 mil convidados, com representação de todos os Estados e visa discutir ações que promovam o acesso, a qualidade e a segurança dos alimentos que chegam à mesa do brasileiro. E o aleitamento materno também faz parte disso.

Vamos apoiar, incentivar e proteger o aleitamento materno! A responsabilidade é de todxs.

 

Serviço
5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional
Dias: 3 a 6 de novembro de 2015
Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília

Assessoria de Imprensa:
Blog Amamentar é tudo de bom
Fabiana Cainé Alves da Graça,
Membro IFBAN Brasil
fabianacaine@gmail.com
(11) 98326-6817

A 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, ocorrerá de 3 a 6 de novembro, em
Brasília/DF, sob o lema “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar”.
Trata-se de evento estratégico onde estarão em debate questões como alimentação saudável, o uso de
agrotóxicos, os alimentos transgênicos, sobrepeso/obesidade, o acesso à terra e à água, entre tantos
outros assuntos relacionados ao tema central.

Informações: http://www4.planalto.gov.br/consea/eventos/conferencias/5a-conferencia-nacional-deseguranca-alimentar-e-nutricional

Leia o texto original em:

Leite materno e comidadeverdade. Mas amamentar nao e facil. (1)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *