Álcool e amamentação

O uso de álcool na amamentação é um assunto pouco discutido e, muitas vezes, pouco entendido pelos profissionais que acompanham a nutriz e o bebê.

A realidade é que as bebidas alcoólicas fazem parte do dia-a-dia e muitas mulheres fazem uso delas durante a gravidez e a lactação desconhecendo seus efeitos. Cerca de 68% das mulheres entre 18 e 34 anos fazem uso de bebidas alcoólicas regularmente (Carlini et al. 2005), ou seja, mais da metade das mulheres em idade fértil.

Segundo o Guia Amamentação e uso de medicamentos e outras substâncias do Ministério da Saúde, o álcool está classificado como “uso criterioso durante a amamentação”. Estudos relatam que cerca de 16% do álcool ingerido pela mãe chega ao lactente sendo que leva de 30 a 90 minutos para ser eliminado do organismo do bebê (Hale, 2010).

O álcool pode causar prejuízos dependendo da dose ingerida pela mãe devido ao fato dele ser  um depressor do Sistema Nervoso Central e, devido à baixa atividade da enzima álcool-desidrogenase em recém-nascidos e lactentes jovens (Hale, 2010), podemos citar efeitos de: alteração do padrão de sono, redução da ingestão de leite, hipoglicemia e até prejuízo do desenvolvimento motor (Ho et al, 2001).

A ingestão de 0,3g/Kg de peso podem reduzir a produção láctea em cerca de 23% (Cobo, 1973). Como exemplo, para uma mulher de 60Kg, esta quantidade equivaleria a: 1 lata de cerveja ou 150mL de vinho.

Quantidades de 0,5 a 0,93g/kg de peso pode causar redução significativa do reflexo de ejeção e quantidades de 1,0 a 1,48g/kg pode causar redução da resposta à sucção (Cobo, 1973).

O álcool pode modificar o odor (Mennella e Beauchamp, 1991) e o sabor do leite materno levando à recusa do mesmo pelo lactente.

O álcool leva algumas horas para ser eliminado do organismo da mulher no entanto, mesmo que a mulher fique sem amamentar durante as horas necessárias, com quem este bebê ficará enquanto a mãe se recupera? Clique aqui para ver a tabela de tempo tempo (horas:minutos ) até o nível zero de alcoolemia para mulheres de diferentes pesos, ou seja, quanto tempo leva para o álcool chegar a zero após a ingestão.

Seguem abaixo algumas recomendações (Adaptado de: Western Australian Centre for Evidence Based Nursing & Midwifery, 2007):

– Evite o uso de álcool durante e lactação.
– Se for o caso, amamente o lactente antes da ingestão de álcool.
– O tempo da mamada seguinte dependerá do peso materno e da dose ingerida. Evitar amamentar nas 2 horas seguintes à ingestão do álcool.
– Usuárias “recreacionais” devem ter o peso do seu filho acompanhado com maior rigor.
– Mães alcoólatras (consumidoras crônicas ou “pesadas”) não devem amamentar.

Lembre-se: Se você só bebe “por diversão”, pense bem antes de expor seu bebê à este risco. Você terá a vida toda para tomar um drinquezinho. Sua gestação e amamentação duram quanto tempo?…

8 Comentários

  1. Oi Fabiana,

    Muito interessante seu Blog. Parabéns.

    Beijos

    • Sim, o alcool tem efeitos negativos importantes durante a gestação e durante a lactação… na gestação é causa aborto tardio, má formações e deficit intelectual e é um risco de nascer bebês de baixo peso e prematuros…Na lactação baixa a produção de leite e a sua disponibilidade pois o leite não desce…e causa um bebê sonolento (fase da embriaguez) e depois irritadiço(fase da ressaca),que sempre mama menos…
      Daí entendo que as recomendações são um pouquinho light pois se a mãe usa alcool “recreacional”, não é uma alcoolica, qual é o problema de não ingeri-lo durante a gestação e lactação? qual é o problema de dizer: “não posso, estou gravida”, ou “não posso, estou amamentando” para quem lhe oferece uma taça?
      Já a mãe alcoolica, deve tentar reduzir ao maximo seu consumo e pedir ajuda para aproveitar esse longo periodo (gestação e lactação) para a desintoxicação… um setor especiializado tem condições de dar sustentação no período de crise de abstinencia…
      bjs.

  2. E ainda dizem que certas cervejas podem ajudar a “dar leite”…absurdo…
    Bjsss!

  3. Eu amamento minha filha de 5 meses mais as vezes enquanto fico com vontade de tomar uma cerveja o que posso fazer? ??

  4. Esse é um assunto muito importante e pouco explorado. Como fica o sistema nervoso de um bebê que ingere álcool no leite materno, as funções digestivas entre outras. Não seria esse, um assunto de grande importância, diante de aumento de mulheres que ingerem bebida alcoólica?

    • Sim! é um tema de muita importância e temos que refletir sobre isso!

  5. Minha sobrinha mamou até 1 e 5 meses e sua mãe bebia quase todos os duas.Qual a consequência pra ela q parou de amamenta-la a um mês…

    • Nilda, seria interessante conversar com o pediatra sobre isso para valiar a saúde da sua sobrinha. A mãe dela também precisa de ajuda! Abraço!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Os perigos da bebida alcoólica no período de amamentação. | Blog Marias Brasil - […] http://www.amamentartudodebom.com.br/2012/07/24/alcool-e-amamentacao/ […]

Deixe uma resposta para Fabiana Cainé Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *